Qualidade e Segurança
Qualidade e Segurança são os pilares do trabalho desenvolvido na UHHS. Qualidade do produto é fundamental para aumentar a Segurança do paciente que recebe a transfusão.
Dentre as diversas formas de desenvolvimento da qualidade e segurança dos hemocomponentes, destacam-se dois setores: a Sorologia e o Controle de Qualidade.
O setor de Sorologia é responsável pela investigação das doenças transmissíveis pelo sangue em 100% das amostras coletadas na UHHS. 
São realizados testes para a detecção das Hepatites B e C, Sífilis, Doença de Chagas, AIDS (HIV) e HTLV I/II. Além disso, nosso setor de Sorologia também realiza a detecção de alterações de hemoglobinas, como por exemplo, os traços de talassemia e anemia falciforme.
Estes testes são obrigatórios pela Legislação Brasileira, entretanto, nossa preocupação com a segurança do paciente vai além.
Na UHHS utilizamos os testes de biologia molecular por NAT, sigla em inglês de Testes de Ácidos Nucleicos, para a detecção dos vírus das hepatites B, C e HIV e testes diferenciados para o agente causador da Sífilis.
Estes testes são obrigatórios e e fiscalizados por agências certificadoras de qualidade internacionais e acrescentam um nível extra de segurança com a diminuição do período de janela imunológica.



Na UHHS nós utilizamos os melhores reagentes e técnicas avançadas disponíveis no mundo para garantir o menor risco de transmissão de doenças ao paciente que recebe transfusão.
O setor de Controle de Qualidade é responsável pela manutenção dos parâmetros de qualidade dos hemocomponentes, processos e equipamentos relacionados à sua obtenção.
A transfusão de hemocomponentes pode apresentar riscos ao receptor que estão relacionados ao modo, tempo e temperatura de processamento e armazenamento dos hemocomponentes. Para aumentar ainda mais a segurança das transfusões realizadas no Hospital Samaritano, o setor de Controle de Qualidade da UHHS realiza todos os testes de controle de qualidade exigidos pela Legislação Nacional e ainda testes adicionais recomendados pelas agências certificadoras internacionais.
Nós realizamos a cultura microbiológica para detecção de bactérias em todas as unidades de concentrado de plaquetas coletadas por aférese, utilizando metodologias validadas pela American Association of Blood Banks (AABB).
O controle de qualidade dos reagentes e kits para diagnósticos tem início com a escolha e a qualificação de fornecedores.
Todos os reagentes selecionados são inspecionados ao recebimento para verificar se as condições adequadas de armazenamento e transporte foram atendidas.
Os reagentes aprovados são reavaliados a cada lote, quanto à sua eficácia, especificidade e sensibilidade e somente os que atendem às rígidas exigências nacionais e internacionais são liberados para o uso.